Exposição ESCHER Lisboa

Home / Exposição ESCHER Lisboa
Exposição ESCHER Lisboa

Judeu de origem portuguesa, Samuel Jessurun de Mesquita, ensinou o jovem Escher a desenhar – no início da década de 20, na Escola de Arquitetura e Artes Gráficas de Haarlem. E foi também Mesquita, que viria a morrer no campo de concentração de Auschwitz em 1944, quem percebeu que o aluno tinha menos talento para arquitetura do que para o design.

Nas décadas seguintes, Escher haveria de se tornar um dos mais populares artistas gráficos do século XX, mesmo se a crítica e os pares nunca lhe deram crédito. As suas gravuras tornaram-se célebres e fazem hoje parte do imaginário coletivo.

A Exposição inclui cerca de 200 trabalhos. Começou por ser exibida em Roma, em 2014, depois passou por Bolonha, Treviso e Milão. Viajou até Singapura, a seguir até Madrid. Lisboa é o novo destino.

O espaço expositivo está organizado de maneira a apelar ao grande público. As obras surgem ao lado de jogos interativos e há pequenas salas que convidam o visitante a tirar fotografias a si mesmo, em cenários inspirados pelos desenhos de Escher, e a experimentar mecanismos que permitem compreender melhor o trabalho do artista. São sete as salas principais, organizadas por temas, numa ordem mais ou menos cronológica.